sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Funk gospel, o fundo do poço!


Por Renato Vargens

A denominada música gospel me causa arrepios. Confesso que não suporto mais ouvir tanta bobagem. Se não bastasse isso, eis que surge retumbante neste país tupiniquim o funk gospel. Infelizmente esse ritmo famigerado que tem sido incentivador da promiscuidade e violência nas grandes cidades, agora é evangélico. Para piorar a situação as músicas tocadas além de antropocêntricas, afrontam o bom senso, disseminando no povo de Deus conceitos antibíblicos e anticristãos. Além disso, as letras são extremamente burrificadas, além obviamente de afrontar o vernáculo.

Veja por exemplo essa “pérola” composta por Adriano Gospel Funk:

“Pras irmã e pros irmão
Que curte o som pancadão
Eu mando assim ó:
Vem pro gospel funk
Pra se divertir Com Jesus no coração
Você vai ser feliz então,
vem pro gospel funk
Pra se divertir Com Jesus no coração
Você vai ser feliz então pula e agora dança
A juventude, os adultos, os coroa e as crianças,
então pula e agora dança
A juventude, os adultos, os coroa e as crianças,
então pula e agora dança
A juventude, os adultos, os coroa e as crianças,
A juventude, os adultos, os coroa e as crianças,
Vem pro gospel funk pra se divertir...”

Pois é, confesso que ao ouvir essa coisa horrorosa fui tomado por um pavoroso sentimento de desespero. Francamente, pare, pense e responda: Isto é música? Por favor, seja sincero e responda: Isso significa louvar a Deus? Ah que saudade da boa música, ministrada, cantada, com unção, cuja melodia e letra eram inspiradas pelo Espírito do Senhor.

Definitivamente parece que nos últimos anos, a igreja de Cristo se perdeu no caminho em direção ao trono do Altíssimo. Sem sombra de dúvidas a coisa está feia!

Que o Senhor nosso Deus tenha misericórdia do seu povo e nos reconduza a sala do trono e que lá possamos adorá-lo integralmente entendendo assim, que a glória, o louvor, a soberania pertence exclusivamente a Ele.

5 comentários:

Allan Lessa disse...

Acompanho o autor com a idéia deste estilo de música revelar o quão é degradante as atitudes do ser humano que na busca por felicidade se aprofunda cada vez mais na infâmia.Quem dera se o verdadeiro louvor a Deus voltasse a incluir a liturgia cristã em seu contexto de culto racional ao Soberano.

marcos disse...

realmente de arrepiar Graças a Deus e levei a sério de quem aceita Jesus nova criatura é, mais é ai que pega né.

Nina disse...

Meus Deus ! q horror...
Nunca achei válido essas músicas q as pessoas fazer com os ritmos das musicas do mundo,com louvores em ritmo de forró,pagode,e agora funk.
Tudo tem o seu limite e isso significa a falta de comprometimento real com os ensinamentos de Deus e de bom senso.

SANDRA LOPES disse...

concordo com você, o que se faz hoje, não é, nem numca foi, louvor a DEUS o soberano e digno do verdadeiro louvor.

Manasés Rodrigues disse...

Concordo com a observação ,ter a vida transformada pelo evangelho poucos querem, pois não tem coragem de abandonar as coisas do "mundo", e aí ficam inventando estas tranqueiras. Daqui a pouco vão inventar a maconha santa, cocaína santa e por aí vai....já tem até "balada gospel"; Aos remanescentes só basta orar. mas não sei se digo felizmente ou infelizmente pois a Bíblia nos diz que no final dos tempos o Amor de muitos esfriaria.